quinta-feira, 29 de dezembro de 2011

O garoto, a janela e a última página...










Era um garoto, solitário que olhava pela janela - as pessoas caminhando sobre os paralelepípedos - cabeças baixas olhando apenas para o chão onde pisavam, e ele se perguntava 'por que elas nunca olham para o céu'. Olhos sempre opacos, passo sempre apressado ouvidos sempre fechados. Recusavam a beleza que estava diante dos olhos, trocavam o azul do céu pelo cinza do chão. Culpavam a falta de tempo e de espaço pela falta de sonhos, mas o garoto não entendia, porque seus sonhos cabiam num segundo e dentro de um grão de areia, voando pelo vento. Ele olhava as pessoas, sempre tão sábias, sempre tão cheias de fé, esperando que os olhos do mundo recaíssem sobre elas. Mas, ele não queria sabedoria, ele queria verdade em vez disso... Ele não queria fé, mas inocência em vez disso, não queria os olhos do mundo sobre ele, mas paz em vez disso. Para ele não havia o que esconder, pois tudo o que é oculto traz a mágoa ao coração e a mágoa faz a alma adoecer. Ele buscava o silêncio, porque ele é o verdadeiro espelho que faz com que nós vejamos nossos rostos além das máscaras. E para ele a história continua para sempre, e para sempre e para sempre, além da última página, que é apenas aquilo o que os olhos veem, e que não é nem uma ínfima parte do todo. E enquanto não vemos o todo, nossos olhos continuam cegos neste mundo...



- André Walker -

8 comentários:

  1. Para você...
    Com carinho...
    http://rodaviva-daiana.blogspot.com/2011/12/carinho.html

    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa, lindo texto André!
    Beijos e feliz ano novo.

    ResponderExcluir
  3. Adorei seu texto, passa uma mensagem muito bonita.
    Seguindo aqui*-*

    Beijo e feliz ano novo
    Seja bem vindo lá no Manuscrito!

    ResponderExcluir
  4. "Recusavam a beleza que estava diante dos olhos, trocavam o azul do céu pelo cinza do chão."

    é, infelizmente tem muitas pessoas que não enxergam ou não querem enxergar as maravilhas da vida e do mundo.

    bjs

    ResponderExcluir
  5. André,

    Depois de um dia difícil, é bom vir cá no blog e alimentar o espírito,


    Bjkas

    ResponderExcluir
  6. Oi André!

    Adorei o texto.
    Eu acho que com a correria do dia a dia e todas as constantes mudanças, devemos nos policiar e estar renovando a cada dia o desejo de olhar além, de ver a beleza que existe no mundo e na vida. Caso contrário, somos massacrados, ficamos cegos e nem nos damos conta.

    Abraço e volto depois. rs

    ResponderExcluir
  7. Olá , passando para agradecer sua visita
    e dizer que fico por aqui .

    O silêncio revela verdades encobertas .

    BjO

    ResponderExcluir
  8. Oi André!
    Que belo texto!
    adorei...
    tão cheio de força, sabedoria...
    me fez refletir e encheu minha alma de um sentimento bom....
    Seu texto de afetam assim.
    E eu amo isso.
    Obrigada!
    Bei-jo!

    ResponderExcluir