sexta-feira, 21 de outubro de 2011

O racional não é nada...

Quantas vezes, você, eu, nós, não somos mal vistos, punidos e mal falados por tentar sair do círculo? Sabe, pensar, sonhar, deixar que a imaginação funcione... A maioria das pessoas faz o papel do "racional" - A imaginação aceita o racional, mas o racional detesta a imaginação, como se fosse algo que pudesse suplantá-lo e tornar desnecessária sua existência. O "racional" muitas vezes traça planos e metas sobre como "não realizar", "não ser", "não pensar", "não viver". O racional vive do "não" enquanto a imaginação vive "do sim" e ocasionalmente do "não", mas ambos justificados por uma razão maior, por algo que a alma anseia por ter... No final, imagino que o racional se dê conta de quanto perdeu por não aceitar dividir espaço com a imaginação, que pode e poderia além de tudo reafirmar o racional, mas ao mesmo tempo dar-lhe um toque de magia...
Só me resta, então, como ser imaginativo como, provavelmente a essência da imaginação, que vez e meia flerta com a racionalidade, mas sem se deixar "contaminar" demasiado por ela, só resta dizer
... Um grande e sonoro "F#%A-&E", para o racional!



- André Walker - (Inspirado por um entrevista de Antonio Abujamra)

4 comentários:

  1. e como somos julgados por isso...

    ResponderExcluir
  2. Podemos fazer tudo o que quisermos desde que tenhamos cacife pra isso.

    Querer ser "rebelde" mas ficar frustrado por não ter a aprovação alheia é infantilidade, perda de tempo, bobagem.

    Beijo, André.

    ResponderExcluir