domingo, 11 de abril de 2010

A vida não dá respostas imediatas pra tudo...
Certas perguntas são mais importantes que as próprias respostas.
Barreiras, impecilhos não são castigos, eles estão aí pra serem ultrapassados assim como o que há de bom está diante de nós pra ser aproveitado.
Se você ganha na loteria, você não questiona: "Ai meu Deus! Por que comigo?". Mas se você perde a carteira (ainda que por descuido ou por ter sido relápso) aí sim, aí sim você questiona: "Ai meu Deus! Por que comigo?".
Tenha, simplesmente, a gentileza de entender. Seja gentil com a vida, seja gentil com si mesmo. Seja gentil, entenda, esqueça... Esquecer não é o mesmo que perder, não é o mesmo que ser derrotado. Esquecer é uma maneira de vencer, de certa forma. Se algo te sufoca, se algo permanece imcompreensível por mais que se tente entender, esqueça. Em algum momento isso será compensado, as coisas tem um modo coerente de acontecer, nada é tirado de você sem que algo esteja a póstos pra substituir a perda... Aceitar essa substituição depende da sua gentileza, pra entender, compreender, e esquecer... O que se foi se foi... Ta acabado.
Seja gentil, não tenha pressa. A pressa sufoca, a pressa busca respostas que ainda não estão aqui pra serem mostradas. Esqueça-as pelo tempo que for necessário, talvez por um mês, talvez um ano, talvez uma vida...
Seja gentil, não se prenda à desejos...
Seja gentil, não se prenda à pessoas...
Seja gentil, não se prenda à revolta...
Seja gentil, não se prenda à auto-imposições...
Seja gentil, não prenda à si mesmo.
Você quer que a vida lhe seja gentil... Já pesou algum dia em ser gentil com ela?
... Deixa isso pra lá cara, deixa pra lá, acabou. Sua parte nessa história acabou por aqui...

*Isso fui eu tendo uma conversa comigo

2 comentários: